¬balelas.

Quando não se entende você soa,

você sua

Face com marcas que queimaram as idéias subalternas expelidas da janela

que satura

e o  presente fértil que se tem pra medir um futuro com vitórias

se esgota,

fica broxa.

A honrosa ocupação não aparece diante mãos no primeiro respirar de um ar condicionado

Porque pra esse caminho da sarjeta, a gente tem que sentar a nossa buceta em um ônibus lotado pra buscar tempo,

e decidir qual é o papo.

E em casos coagidos que se dizem eruditos,

aparecem camuflados e são sempre recontados.

(bem intencionados é claro!)

De um lado prosto lado, que se julga acuado,

desce pro ralo a verdadeira vocação.

e voa o chão do encanador submisso e aspirador que enrola e desenrola o que aquela gente vem contar.

Ladainha nesse cano é balela,

noutro caso é comédia

e em um ano, entupiu!

Reagiu ao turbilhão que altera

em uma pane que se gera

de  toda ação que o feriu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

  • Nenhum
  • ao quadrado.: Tentei "ler" você; Não consegui e pensei que deixar a casa, com um livro, pra procurar ar fresco, e conversar com os amigos, e que.. terminou com
  • balelas2: =)
  • =): Te amo.

Categorias

%d blogueiros gostam disto: